You are here
Home > Polícia > Artigo: Precisamos de Política

Artigo: Precisamos de Política

11800083_10207069809846854_626027311997526544_n

*Igor Vitorino

Não me preocupo com a Veja, mas com quem compartilha seu conteúdo sem o mínimo de leitura jurídica e política!!! Blefe, trapaça e farsa… Dou risada!!!

Como professor de história e servidor público federal tenho a responsabilidade pública de dizer: debate não é polarização irracional, não há polifonia no denuncismo midiático e moralismo seletivo que governam o pais.

Precisamos de mais política e isso quer dizer: participação, debate e enfrentamento de dissensos… O que os golpistas desejam é exterminar o precário espaço público que construímos nas últimas décadas, o seu ataque não é ao PT e à Lula/Dilma, mas sim ao pensamento divergente, ao pensamento de esquerda, ao pensamento de rebeldia… Continuo com Florestan Fernandes: “Contra a ideia da força, a força das ideias”.

O Lula/Dilma e o PT que eles tanto se opõe e combatem, com ódio e ressentimento, é o espelho deles, o golpe já foi dado a olho nu, para se tentar desviar o país da rota da dependência econômica e da concentração de riquezas e rendas (infelizmente, trilhando a lógica neodesenvolvimentista!), que se quer afetou profundamente a estrutura de poder oligárquico que se eterniza no País, eles tiveram que negociar, construir pactos nacionais, regionais e locais. Chegaram ao governo, mas não ao poder!

E, hoje, para o desespero das elites meritocráticas, econômicas e políticas a lama que querem restringir ao PT e Lula/Dilma é, na realidade, a prova, pública e notória, que o empresariado, cidadãos comuns e políticos são a grande ameaça a República Brasileira, em nome da acumulação capitalista e espoliação rentista às favas a nação!

Prendam o Lula, retirem a Dilma ou extinguam o PT isso não garantirá que os brasileiros que tanto desejam com civismo e patriotismo tal solução se submeterão, mesmo do ponto de vista liberal, ao Império da Lei e abrirão mão dos seus privilégios e mordomias. Economia de mercado e Justiça no Brasil só para os inimigos!

Enfim, o grande medo que move os golpistas não é a permanência dos petistas no Governo, mas o crescimento autônomo do campo de esquerda na sociedade brasileira sem a sombra petista, a insurgência nas/das ruas de novas modalidades de pensar e fazer política distantes do mundo burocrata e institucional dos partidos, não mais controladas pelas forças reformistas ligadas ao petismo. Junho de 2013 moveu placas tectônicas sociais e políticas…

*Igor Vitorino é professor e historiador

Deixe uma resposta

Top