You are here
Home > Polícia > Traficante mata mulher a facadas por causa de dívida no valor de R$ 60

Traficante mata mulher a facadas por causa de dívida no valor de R$ 60

apresentador

As facadas foram para matar mesmo, disse Michael Peterson do Espírito Santo Magalhães, 23 anos, vulgo Corumbá, acusado de matar a facadas, Rosimeire Soares Dias, no dia 17 de Julho na rua Professor Hilário da Rocha com a Vitor Meirelles no bairro Santo Eugênio em Campo Grande.

A delegada Célia Maria Bezerra da Silva do 4º DP(Delegacia de Polícia) das Moreninhas, disse que a morte foi motivada por drogas e cobrança de R$ 60.

Rosimeire era usuária de drogas e Michael convidou Alcebiades Simões Fernandes Filho, 18 anos, para ir até a casa da mulher para fazer uma cobrança da venda de drogas. O namorado de Rosimeire não gostou da presença dos rapazes e começou a fazer vários disparos de arma de fogo. Alcebiades foi alvejado por um disparo na região da virilha.

No dia do crime de homicídio, Rosimeire estava passando perto de uma ponte quando encontrou o Michael que estava acompanhado do Rafael Alves Brasil, 24 anos.  Michael disse para a polícia que foi cobrar a dívida e a vítima saiu com tom de brincadeira. Rafael derrubou a Rosimeire no chão e Michael desferiu as 17 facadas, na região dos seios, braço, boca e perfurou o coração. Ela ficou com o rosto desconfigurado devido os cortes profundos entre a boca e a orelha.

Rosimeire chegou a ser hospitalizada e não resistiu aos ferimentos. Alcebiades tem passagens pelo crime de tráfico de drogas. Michael tinha passagens pelo crime de homicídio em Cuiabá/MT. Ele havia desferido golpes de faca contra um homem que também não resistiu e morreu na cidade de Cuiabá no Mato Grosso.

Michael alega que matou Rosimeire por medo. ” No dia do crime ele veio me procurar e queria fumar drogas comigo. Pedia para salvar ela pelo fato de não ter dinheiro para comprar pasta base. Expliquei que ela tinha que me pagar primeiro e que tinha o lance que o namorado dela estava querendo me pegar. No dia em fui cobrar ela lá na casa saiu um homem com uma arma em minha direção. Tentou atirar duas vezes e a arma falhou. Na terceira tentativa o disparo atingiu o Alcebíades. No dia do crime ela queria fumar mais e ainda saiu zombando da minha cara. Ela tinha mandado recado que estava me procurando. As facadas foram para matar mesmo. Não tenho arrependimento. Era ela ou eu”.

Alcebiades e Michael foram presos na tarde de quarta (22), na rua Adelia Amado no bairro Campo Nobre.

Deixe uma resposta

Top